Exercício     Login Ok
 
 
Início
Informativos
Administrador
Conheça o FIPLAN
Como Acessar
Treinamento FIPLAN
Fale Conosco
Consultas Públicas - LC 131/2009
Legislação
Sistema Contábil
Estou em » Informativos
Contabilidade do setor público é tema de curso
30/09/2010

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público é o tema do curso do qual servidores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso participam desde segunda-feira (27 de setembro) com a finalidade de atualizar conhecimentos na área e também para adequar os procedimentos contábeis frente às alterações anunciadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda, para a contabilidade pública no País a partir de 2012. A capacitação solicitada pela Coordenadoria Financeira do TJMT prosseguirá até a próxima sexta-feira (1º de outubro) na Escola dos Servidores Desembargador Atahide Monteiro da Silva, em Cuiabá.

Entre os participantes, o maior grupo está representado por servidores ligados à Coordenadoria Financeira, com 14 representantes. As demais vagas foram distribuídas entre os setores ou os profissionais que atuam diretamente com contabilidade pública ou que tenham sob sua responsabilidade assuntos a ela relacionados, a exemplo dos servidores lotados nas assessorias jurídicas da Presidência e coordenadorias de Controle Interno, Planejamento, Administrativa e de Magistrados.

O objetivo da capacitação é proporcionar aos servidores conhecimentos básicos da execução orçamentária e contabilidade pública voltados para análise das demonstrações financeiras segundo a Lei nº 4.320/64 e às Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, bem como aprimorar conhecimentos já adquiridos, visando agilizar os trabalhos das áreas, reduzir a probabilidade de erros e facilitar a análise anual das contas do Tribunal de Justiça Estadual.

De acordo com a coordenadora Financeira do TJMT, Ilman Rondon Lopes, o curso, além de aprimorar conhecimentos para os profissionais que já atuam na área, também é relevante aos novos servidores que ingressaram no Tribunal de Justiça. “Por maior que seja a experiência e a formação profissional do servidor, a contabilidade pública sempre será um desafio devido às suas particularidades, fator esse que requer atualização permanente do conhecimento”. A coordenadora observou que a partir de 2012 essas particularidades da contabilidade pública, expressas por meio dos balanços e demonstrações contábeis, serão equiparadas ao Sistema de Contabilidade Internacional do Setor Público, instituído pela Secretaria do Tesouro Nacional visando a padronização de conceitos e práticas contábeis em todas as esferas do Poder Público, priorizando conceitos fundamentais da lei de Responsabilidade Fiscal, dentre eles o planejamento e a transparência.

Na avaliação da coordenadora, o curso está obtendo boa receptividade, principalmente porque os servidores que trabalham com processos administrativos reconhecem a importância do conteúdo oferecido. A auditora Ana Cláudia Infantino Maciel, da Coordenadoria de Controle Interno do TJMT, é uma das alunas e sua avaliação também é positiva. A servidora destacou a competência do ministrante, professor João Fortes, no desenvolvimento do tema e ressaltou que o mesmo detalha a contabilidade pública de forma bastante clara, facilitando a compreensão.

Com carga horária de 40 horas, o curso A Contabilidade Aplicada ao Setor Público é ministrado pelo professor João Fortes, especialista em contabilidade, auditoria e administração financeira; professor e coordenador da cadeira de contabilidade pública da Fundação Getúlio Vargas; e também autor do livro Contabilidade Pública. O professor foi um dos responsáveis pela elaboração do Guia Contábil da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O conteúdo programático está dividido em três capítulos. No primeiro, denominado Conceituação Básica sobre a Execução Orçamentária e Financeira, o conteúdo é voltado para o orçamento. No segundo capítulo, denominado Contabilidade Aplicada ao Setor Público, são abordados temas como contabilidade pública, plano de contas único, conta, critérios de classificação das contas, mecanismos de débito e crédito, normas brasileiras de contabilidade aplicada ao setor público e manual de contabilidade aplicada ao setor público. Já no terceiro capítulo, intitulado Balanços, o foco ficará restrito às demonstrações contábeis determinadas pela Lei nº 4.320/64.

por O Documento, 29/09/2010

 
 
 
 
SEFAZ - SEPLAN - CEPROMAT